Atente ao que dizem as Jarinas

Esse é para quem leu Capital Relacional. Sim, porque é uma sequência do livro, quando as Jarinas se manifestam diante de seus Kirans. Atente para o que elas dizem.

Fomos criadas para os relacionamentos, para a curiosidade e para o comprometimento. Todas essas coisas já estão em cada uma de nós.

Somos, sobretudo, relações. Disso já sabemos e não podemos deixar que a rotina operacional ocupe o lugar das relações vitais.

A curiosidade é um motor que todas possuímos. Ela é acionada tão logo a nossa atenção seja aguçada. É como uma energia acumulada dentro de cada uma de nós, esperando para ser direcionada. E queremos direcioná-la para os relacionamentos, aumentando mais ainda a qualidade deles.

Queremos nos comprometer, pois isso além de nos fazer bem nos traz um sentimento gratificante de realização. O nosso compromisso emocional nutre também o compromisso emocional de colaboradores e clientes em um processo contínuo de auto reforço.

Para nós, é importante encontrar o significado do que fazemos, por que fazemos e para quem fazemos. Só assim nossa lida passa a fazer sentido para nós.

Desejamos criar e contribuir. Implica assumir riscos, pois só assim conseguiremos expandir nossas competências. Queremos que vocês estimulem a nossa ousadia e nos façam ir além.

Sabemos que temos muito potencial a revelar, por isso precisamos de desafios. Não aqueles muito distantes das nossas competências nem aqueles tão próximos. Nem ansiedade nem tédio, mas motivação na justa medida.

Aprender e trabalhar é, para nós, uma única coisa. Por isso, aceitem os nossos erros sem irritação, pois a cada erro nos tornamos mais fortes. Eles são grandes mestres e deles não podemos abrir mão. São as nossas melhores lições.

Relacionem-se conosco de maneira aberta, verdadeira, assertiva, sem mitigação. Assim, conseguiremos vivenciar relacionamentos autênticos. Somos muito mais do que as metas a alcançar e elas nem representam nossos desafios principais. Ajudem a manter a nossa chama acesa e deixem que a gente trilhe o caminho. Como? Confiando em nós, nas nossas competências, nos nossos valores, na nossa responsabilidade e autonomia.

Pedimos que se envolvam conosco e reconheçam o nosso mundo, a nossa realidade, a nossa vida. Sempre com conversas sinceras sobre os nossos talentos e oportunidades, mas também estamos abertas para reconhecer os nossos bloqueios e o que nos impede de oferecer ainda mais.

Vocês querem a nossa autenticidade e saibam que queremos o mesmo de vocês. Estamos dispostas a acolher as vulnerabilidades de vocês e pedimos que façam o mesmo com as nossas.

Queremos ousar, nos desavergonhar, nos apresentar, nos posicionar. Queremos participar das decisões que afetam o nosso trabalho. Queremos nos tornar melhores a cada dia. Queremos ser referência para as nossas equipes e ser capazes de inspirá-las.

Temos muito a aprender, mas também muito a ensinar. Estamos próximas de onde tudo acontece, para o bem ou para o mal. Somos o fiel da balança. Envolvam-se conosco e, juntos, poderemos cocriar realidades cada vez mais promissoras.

Que tal vivermos juntos essa bela aventura?

Se inscrever
Notificar de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

Quem leu esse artigo também leu esses: