O maior de todos os diferenciais

Difícil não é encontrar uma agulha no palheiro. Difícil é encontrar uma agulha no meio de muitas outras agulhas. Diferenciar-se, hoje, é o principal desafio da estratégia dos negócios. Vale para empresas e negócios, profissões e carreiras.

Já foi mais fácil. Indústrias se diferenciavam pela qualidade de seus produtos. Comércios se diferenciavam por atendimento e melhores preços. Prestadores de serviços se diferenciavam pela excelência nas entregas.

A tecnologia equiparou bastante os negócios. Por isso, se você ou a sua empresa é tecnicamente competente, capaz de oferecer produtos com alto padrão de qualidade e de prestar serviços com alta excelência, tal conjunto de fatores será igual ao de tantos outros congêneres. Nada além de agulhas misturadas com outras agulhas.

Então preste atenção no que é muito importante: de nada adianta pregar uma gestão humanizada se, no primeiro aperto de caixa, os colaboradores são colocados no olho da rua, desconsiderando que o desempenho deles nada tem a ver com os erros de estratégia e de administração das lideranças.

Também de nada adianta pregar um capitalismo mais consciente se a sua empresa estimula uma arena de guerra no mercado em que atua, na mais vil predação para com fornecedores, concorrentes e clientes.

De nada adianta, ainda, o discurso humanitário da responsabilidade social inspirado nas ESG´s e ODS’s orientados pela ONU, se centenas ou milhares de copos d’água são descartados diariamente, apenas para dar um exemplo.

Talvez seja possível impressionar alguns desavisados, mas o fato é que o mau cheiro é sentido a quilômetros de distância. Não existem segredos. O mercado ligado em rede sabe mais do que a própria empresa sobre suas práticas. E as notícias, sejam boas ou más, são repassadas para todos.

Mercados são conversas e não adianta disfarçar. As mesmas antigas lorotas estão, agora, a descoberto. As velhas declarações de missão e princípios que não correspondem à realidade amarelarão nas paredes sem que alguém as leve a sério.

Como, então, destacar-se? Preste atenção: as duas conversas, uma dentro e a outra com o mercado, terão de estar alinhadas. A sua coerência e a de sua empresa é o diferencial capaz de fazer reluzir o negócio.

Negócios são apenas uma parte das nossas vidas. A Vida vem antes e continua depois dos negócios, dos produtos e dos serviços.

É chegada a Revolução da Vida, em que a coerência é o maior de todos os diferenciais. Pratique e colha os frutos!

Se inscrever
Notificar de
guest
1 Comentário
Mais velho
O mais novo Mais votado
Inline Feedbacks
View all comments
Pedro Mello
Pedro Mello
7 meses atrás

Ser integralmente coerente é para poucos. Mas, por outro lado, temos tantas dimensões dentro desse mundo em que estamos nessa breve passagem que ao mudar de frequência muitas surpresas aparecem.

Quem leu esse artigo também leu esses:


Vamos conversar?