O que você pensa quando pensa em aprendizado?

A palavra conhecimento é de muito fácil compreensão. Representa o antídoto contra a ignorância. É assim comigo, imagino que também com você. Ou seja: se eu desconheço determinado assunto, saio em busca de informações que diminuam o espaço da ignorância e ampliem o espaço do conhecimento sobre o tema. Ao empenhar-me, consigo o que procuro.

A não ser que sejamos completamente experts no assunto, a ignorância sempre terá o seu lugar, subtraída todas as vezes em que ampliamos o conhecimento. O movimento requer interesse, curiosidade, pesquisa e estudo. Para nos ajudar, temos poderosas ferramentas de pesquisa como o Google e que nos ajudam com informações. A menos que deleguemos a esse tipo de recurso o livre pensar, a nossa imaginação será capaz de ir além por meio da criatividade.

Sem a criatividade, o conhecimento sempre será apenas mera reprodução do que já existe.

As informações são as matérias-primas do conhecimento e, durante as buscas, estão fora de nós. Uma vez compreendidas, passam a compor o nosso repertório de conhecimentos. A criatividade é o elo do que está fora com o que está dentro, o que inclui a intuição e a imaginação. É quando o conhecimento vai além do Google e pode se sobressair do lugar comum.

Se ter conhecimento é tomar ciência do que já existe, consciência não é de tão fácil compreensão. A palavra remete a muitos significados. Se o oposto do conhecimento é a ignorância, podemos dizer que oposto da consciência é a inconsciência. O fato é que sempre existe mais realidade para além do que os olhos veem e a razão compreende. E o mais desafiador: não adianta recorrer ao Google para encontrar respostas. É preciso contemplar não o “google” que está do lado de fora, mas sim do lado de dentro.

Uma palavra que recentemente tem ocupado o vocabulário, principalmente nas empresas, é mindset, que significa modelo mental, cujo processo de mudança recebe o nome de metanoia, justamente o título do livro que escrevi em 2002.

Naquele momento, já sabíamos que existe algo para além do conhecimento e do qual o próprio conhecimento não se dá conta. Podemos denominar esse algo de consciência, que requer um processo de aprendizagem além dos métodos cognitivos usuais. Implica uma metanoia, capaz de elevar a qualidade da percepção e que nos faça enxergar a realidade tal como ela é.

O ser humano deseja naturalmente conhecer. Mas obter conhecimento é apenas uma etapa do seu processo evolutivo. Para ir além, é preciso expandir a consciência e trazer à tona não apenas as informações que estão do lado de fora, mas também aquelas que podemos fazer submergir dos recônditos da consciência.

Assim como existe um mundo lá fora a ser descoberto, existe também, dentro de cada um de nós, um oceano a ser navegado e revelado.

Ambos os movimentos vão nos fazer seres humanos melhores. Pense no aprendizado de uma maneira mais ampla e comprove.

Se inscrever
Notificar de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

Quem leu esse artigo também leu esses:

  • O que você pensa quando pensa em aprendizado?

    A palavra conhecimento é de muito fácil compreensão. Representa o antídoto contra a ignorância. É...

  • Aposte no que não passa!

    Metanoia é um processo que instala e desenvolve uma cultura nas empresas que desejam viver...

  • Líderes são os mais resistentes às mudanças

    Lido com negócios, empresas e líderes. E com mudanças. É o que buscam. Assim é...