Palavras-chave para ter um ano bem-sucedido

“Espere sentado, ou você se cansa, está provado, quem espera nunca alcança”. São versos de uma canção de Chico Buarque – Bom Conselho – em que o compositor mostra o avesso dos conselhos. Nem sempre conselhos são bons conselhos. E quase sempre não funcionam.

Ainda assim, humildemente, vou me arriscar a oferecer três conselhos para tornar o novo ano bem-sucedido. Eles se traduzem em palavras-chave. A elas, então!

Foco

A dispersão é um dos grandes males da contemporaneidade, agravada pela internet e redes sociais. Há quem esteja viciado na dispersão ao buscar os estímulos infindos acessíveis a um braço de distância durante as 24 horas do dia.

Foco é a parte que lhe cabe nesse enorme oceano de informações, multiplicadas exponencialmente a cada minuto no mundo virtual.

Foco é o seu quinhão, a herança que lhe foi dada para cuidar e cultivar, desenvolver e aprofundar, de tal forma que se transforme em legado.

Foco é o ponto de convergência em que a sua vocação – o desejo interior – se conecta com a convocação – o desejo exterior – transformando-se em convicção sobre o seu papel no mundo.

Um foco tem sempre um “para quem” ou “para algo”. Estamos aqui a serviço, nunca se esqueça!

Seu tempo e suas energias devem ser direcionados ao foco que você elegeu. Também suas inteligências e competências. É para ele que você deve se preparar.

Preparo

Como seres inacabados, precisamos buscar o conhecimento, que nos torna menos ignorantes, e a consciência, que nos faz menos inconscientes.

Não se trata de diminuir a nossa vasta ignorância sobre uma porção de coisas nem a nossa inconsciência sobre tantas outras. O nosso desafio individual é o de nos tornarmos mais sabedores e menos ignorantes ou mais conscientes e menos inconscientes do foco que escolhemos viver.

Não se trata, portanto, de navegar pela internet a esmo ou de ler todas as mensagens que a cada minuto infestam as nossas redes. Temos de colocar a tecnologia trabalhando a nosso favor ou do foco que elegemos.

O preparo em busca do conhecimento e da consciência funciona também como um filtro a descartar tudo o que não tem relação com o nosso foco de atuação.

Disciplina

O zumbido continuará nos rodeando, como a mosca chata da qual quanto mais nos afastamos, mais nos importuna. A mosca é só uma metáfora, semelhante a tantas outras falsas carícias que nos perseguem. O que querem, exatamente, é nos distrair. E quando você percebe, passou-se mais um dia de protelação do seu preparo. Adiou a leitura do livro, deixou de fazer o exercício vital, manteve em branco o papel, não agendou a conversa inadiável.

Disciplina é concentrar-se no foco logo pela manhã e manter-se nele durante todos os dias. É, também, dedicar-se ao preparo que vai desenvolver a expertise no foco escolhido que vai contar a história de sua vida.

Não se engane, entretanto, pois o zumbido vai continuar. Daí a necessidade da disciplina.

Foco – Preparo – Disciplina, aí estão três palavras-chave com o poder de tornar o seu ano mais próspero e, por decorrência, o seu trabalho e a sua vida.

Se você conhece bem as palavras-chave, mas não estão funcionando a contento, é justamente porque há problemas no exercício delas. Avalie qual das três necessita mais do seu empenho.

Praticá-las é fundamental. Nenhum motivo externo pode impedir que o trio faça parte de sua vida. A elas, portanto, com empenho e atenção!

Se inscrever
Notificar de
guest
1 Comentário
Mais velho
O mais novo Mais votado
Inline Feedbacks
View all comments
marcio Amorim
marcio Amorim
3 meses atrás

Ótimo artigo.
Principalmente os mais jovens tem dificuldade de manter a disciplina em busca do Propósito.

Quem leu esse artigo também leu esses: