SEJA INVIOLÁVEL!

Quando a saúde não está bem, nós nos sentimos improdutivos, pouco úteis, com o sentimento de que não estamos servindo para nada. É como se estivéssemos perdendo toda a importância.

Nossa autoimagem fica sendo, então, a de um homo economicus, aquele ser racional e produtivo, cuja vida não tem sentido nenhum, mas sim apenas a de responsável pelas metas quantitativas que precisam ser atingidas dias após dias.

Pare para pensar: se essa é a sua autoimagem – e também a sua sina -, algo em você precisa ser resgatado.

Caso continue a atuar como homo economicus, você se assemelhará aos utilitários que facilitam a sua vida, desde a escova de dentes, os talheres durante as refeições, o travesseiro testemunha das insônias até o imprescindível celular, sem o qual parece não haver mais nenhum vestígio de vida.

Resgatar o valor que melhor nos representa é dar um sentido muito além da mera existência; nos torna mais fortes e convictos diante da experiência chamada Vida. Algo nos move, e não se trata da comezinha procura pelo sustento, em que apenas o corpo tem prioridade, mas a busca por algo que alimente também a alma.

Quando somos orientados por um valor e guiados por um propósito, até a doença, quando surge, é revestida de outro significado, não de triste redução da saúde. Tudo ao redor parece fazer sentido e conspira para o melhor.

Abalos e aflições existem tanto na saúde como nas finanças, tanto nas questões familiares e afetivas como nas técnicas e profissionais. O homo economicus, fica retido ao seu mero preço, destituído que está do valor que o representa. Preços oscilam nos movimentos de mercado e, quando em baixa, levam junto também a autoestima e a autoconfiança.

Saiba de uma coisa: existem muitas gentes valorosas no mundo em busca de outras gentes valorosas, tanto para conviver e habitar como para trabalhar e prosperar. Mas se não conhece ou não vive o valor que melhor representa você, não há como ser reconhecido pelos outros.

Competências correm o risco de se tornarem ultrapassadas, mas valores – tais como integridade, generosidade, dignidade, comprometimento – não têm data de validade. Podem nos acompanhar por uma vida inteira sem perder o frescor. Mais que isso: nos mantêm sempre atuais, viáveis e invioláveis.

Qual o valor que mais bem representa você?

 

Se inscrever
Notificar de
guest
1 Comentário
Mais velho
O mais novo Mais votado
Inline Feedbacks
View all comments
Fabiana
Fabiana
7 meses atrás

Sensacional!

Quem leu esse artigo também leu esses:


Vamos conversar?